Demiurgos: Eureka

sol ardente

Após receber a divina mensagem o Rezador da República não titubeou e foi aos seus pares. A quem me lê não equivoqueis pensando que o Rezador foi ao povo. Ora, ora, crianças ingênuas! Sabem de nada, inocentes! A mensagem foi clara. Dizia reunir-se com os pares. Pares não quer dizer semelhantes biológicos. Nada tem a ver com pertencer a mesma espécie, em compartilhar a mesma carne. Essa coisa mesquinha e tão corruptível. Trata-se de parecença de mentes, de proximidade de almas. Ou seja, Demiurgos. Os que apesar de padecerem das fraquezas da natureza humana não sucumbem. Estoicamente enfrentam as imposições do mundo em nome do bem maior.

Talvez vós questionais se é justo, se é democrático. Quem sabe considerais que todos devessem participar, que Rezador teria de ter ido a todos. Bem se vê que nada entendeis. Nada.

Sim, sim. A ideia de democracia é ótima, porém, as pessoas para ela não estão preparadas. Por isso faz-se necessários a existência de condutores, tutores e timoneiros. A verdadeira razão, a verdadeira visão é para poucos. Foi por levar em conta a opinião de todos é que Pérsia chegou ao ponto que chegou. A pátria justa é o lugar em que cada um faz o que lhe destinado foi de acordo com sua capacidade. Do contrário não haverá entendimento, nada será urdido, pois, não haverá união contra o mal que grassa pela Pérsia. Foi graças a iniquidades como essas que ao invés de uma língua vários idiomas surgiram pela Pérsia e os homens não mais se entenderam.  Apenas uma opinião, apenas uma fé e apenas uma ação podem regenerar. Somente a unidade vencerá o mal. Pois, este impera através da diversidade e divergência.

Bem, estendi-me por demais com essa elucidação para que entre em vossas duríssimas cabeças que deveis crer e seguir e não fraquejar levantando objeções. Agora voltarei a epopeia  de Rezador da República.

Rezador não sabia ao certo como iniciar sua jornada. Contudo, tinha fé. A Luz o elegeu e o colocara no caminho. O iluminará, disso sabe. “Conduza tua vida normalmente. Eu providenciarei as condições quando for a hora”, disse a Luz. Diante disso, apenas reuniu-se em assembleia com os seus para tramar, não, arquitetar… Melhor, providenciar a melhor maneira de se preparar para quando o decisivo momento acontecer. Como seus iguais seguiu sua atividade costumeira, agindo como se um mero procurador fosse. Como um membro da vil justiça terrena e não da Justiça.

Anos passaram e Rezador não esmoreceu, não titubeou em sua fé. Até que a hora chegou. Enquanto lia uma das inúmeras investigações que em sua mão vinham parar a lâmpada de sua sala passou a iluminar com intensidade brutal e emanar calor. E da lâmpada ardente Rezador ouviu “Dê mais atenção a esses papéis em tua mão e que insignificantes parecem. Quando descobrires o potencial deles reúna-se em assembleia com teus pares. Diga-lhes: a limpeza está prestes a começar”.

Dedicou-se aos papéis com afinco e devoção. Entretanto, nada encontrou. Era algo tão banal, parecia-lhe. Tão insignificante, pensava. Nada enxergou de grandioso nas linhas lidas. Tratava-se de um sujeito responsável por lavar dinheiro, dinheiro desviado de cofres públicos evidentemente. Algo corriqueiro, mais uma ilhazinha em meio ao oceano. Um torrãozinho tão ínfimo que mal poderia ser avistado. Contudo, a Luz exigiu atenção a esse caso. Foi o que fez. Após poucas semanas de investigação Rezador voltou a analisar os papéis. Antes orou para que a trave de seus olhos fosse tirada e assim encontrar o cisco que será convertido em estopim da redenção.  Orou e voltou aos documentos. Então percebeu. Mal pôde crer. Teve um sobressalto. O que antes parecia ser uma ilha, uma ínfima ilha, naufragou. Agora, emergia diante de seus olhos um extenso continente, uma Eurásia, uma Pangeia.

Eureka! Eureka! Eureka!

Aedo da Pérsia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s