Lágrimas

lágrimas

Tudo deu errado

Nada aconteceu

O grande dia virou cinzas

Não existe mais no calendário

 

O mundo que poderia ter surgido

Mas nem sequer foi semeado

O sempre que virou pranto

Expectativas frustradas

Versos escritos à toa

Tempo perdido

Sonhos e planos dando lugar à ausência

 

Saudades do que nunca existiu

Matéria que evaporou

Futuro inesperado

Direções distintas

Pensamentos contrários

Brincadeira do destino

Fim do eterno amor que nunca começou

Lágrimas pelo tanto que poderia ser

E que morreu antes de nascer

Renato de Oliveira Sodré

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s