A Lenda (cap.4)

Após escolher José dos Santos o grande líder decidiu mudar seu nome, achou mais adequado Adulador Mesureiro. Mas para não ser confundido com o anterior o chamou de Adulador Mesureiro II. Contudo, concluiu, só podia existir um Adulador Mesureiro. Portanto, o anterior nunca existiu. Com isso José passou a se chamar apenas Adulador Mesureiro, pois […]

Leia mais A Lenda (cap.4)

A Lenda (cap.3)

A sina de tormentas de nosso Herói não tem fim. Bastou livrar a humanidade de uma tragédia para logo emergir outra pronta a nos destroçar. Ao extirpar esse câncer maligno do corpo social ficou sem o elo de ligação (elo de ligação deixou de ser pleonasmo por vontade do Grande Líder, e quem são os […]

Leia mais A Lenda (cap.3)

A Lenda (cap.2)

O Grande Líder, nosso Redentor, não é burro, como divulgam por aí facínoras, ignorantes e leprosos morais. A Sapiência das sapiências, nosso amado Condutor, é transcendental. Está muito além das aflições mundanas dos seres humanos como certo e errado, verdade e mentira, justiça e injustiça, moral e imoral.  Um ser muito maior que esse ridículo […]

Leia mais A Lenda (cap.2)

A Lenda (cap.1)

No majestoso gabinete dos representantes do povo… – Eles se levantaram contra o povo. São contrarrevolucionários, opressores do proletariado, da nação e da família. Nós, como representantes últimos do povo, não devemos fraquejar, camaradas. Não podemos tolerar isso, irmãos. Por isso eliminamos e eliminaremos todos os que a nós se opõem. Como já foi feito […]

Leia mais A Lenda (cap.1)

O Homem Cordial (cap.8)

O meu garoto voltou para casa. Graças ao seu esforço passou em uma das melhores faculdades da bela profissão que pretende seguir. Mas um tropeço, tão comum e tão natural na juventude rumo ao discernimento e à sabedoria, lamentavelmente ocorreu. Tudo se deu em uma madrugada de farra com colegas. Quem nessa pouca idade não […]

Leia mais O Homem Cordial (cap.8)

O Homem Cordial (cap.7)

E foi isso que fizeram com o meu garoto, com o meu primogênito. Trataram seu cambaleante andar como crime, como sem isso fosse possível alcançar a virtude e a retidão. Não deram tempo a ele para ajuizar-se e lapidar seu discernimento. Tomaram sua inexperiência por má índole, por cálculo e, vejam só, por perversidade. Inacreditável, […]

Leia mais O Homem Cordial (cap.7)

O Homem Cordial (cap.6)

O mundo anda tão fora do eixo que os abjetos criminosos que atentaram contra meu honrado pai e minha bondosa mãe não receberam qualquer punição da justiça, não foram alcançados por ela. Claro, refiro-me à justiça terrena, a essa justiça burocrática. A verdadeira Justiça se fez prevalecer, porém, somente por meio da minha intervenção. A […]

Leia mais O Homem Cordial (cap.6)

O Homem Cordial (cap.5)

Os três que faltavam da quadrilha que saquearam a casa de meus pais também foram pegos. Todos na mesma noite. Os meliantes tiveram o mesmo tratamento do filho do comerciante e no mesmo local. Posteriormente foram conduzidos até um local ermo, digno de um cenário de filme, possuía algo de romântico e de melancólico ao […]

Leia mais O Homem Cordial (cap.5)

O Homem Cordial (cap.4)

– Vamos começar pelo filho do comerciante. O sujeito do carro é metido a valente, pode resistir em dar as respostas ou mentir. Depois se ele some os dois que faltam, que provavelmente foram colocados no serviço por ele, desaparecem. – Eu gostaria de estar lá. – Não é prudente. Para o senhor é uma […]

Leia mais O Homem Cordial (cap.4)

O homem cordial (cap.3)

– Antes de tudo temos que saber quem deu a letra. Um crime desses em uma cidadezinha dessa só pode ser coisa dada. Foi o que o investigador P. me disse quando voltamos a nos encontrar e na hora me veio à mente alguém. Mãos grosseiras, que mais parecem patas ou garras, olhar bovino que […]

Leia mais O homem cordial (cap.3)