Empoderada (cap.7)

– Então, no dia seguinte a dona Ângela, mulher do seu Euclides, tocou a sineta. Tinha uma bronca danada daquela sineta, nunca chamava a gente, só usava a tal da sineta. A criatura não tem boca não? Essa mania de sempre economizar língua. E a gente por acaso é gado para ser chamado desse jeito. […]

Leia mais Empoderada (cap.7)

Empoderada (cap.6)

– Então, o delegado me chamou e perguntou de onde vinham meus proventos. Que raio é isso, perguntei. O doutor delegado repetiu a pergunta, só mudou a palavra. Perguntou de onde vinha minha renda. Disse que do meu trabalho na casa do seu Euclides. Então, fui informada que meu salário não vinha do seu Euclides, […]

Leia mais Empoderada (cap.6)

Empoderada (cap.5)

– Vixi, meu ex-patrão foi eleito de novo. Nada de novo. Isso é mais certo que a morte. Só se fala dessas eleições agora na TV, na nova política. Nova? Mas seu Euclides foi eleito de novo e pelo que eu entendi vai ocupar alguma coisa no governo. Quando trabalhei para ele, pra mais de […]

Leia mais Empoderada (cap.5)

Empoderada (cap.4)

– Outra coisa de outro mundo é esse gosto do seu Gustavo por coisas antigas da Europa.  Pelo que entendi trabalha com isso. Um dia seu Gustavo me perguntou o que eu achava. Eu disse que achava muito trabalho, imagina o trabalhão que deve dá para ariar essas armaduras todas, coitado do escudeiro. Imagina quando […]

Leia mais Empoderada (cap.4)

Empoderada (cap.3)

– Traficante do bem. Vê se pode. Dona Antônia não disse bem assim, mas o sentido daquele palavrório esquisito era esse. Perguntou se não era melhor ter um de nós no poder. Que bestagem, hein, dona Antônia. Preto por preto os policiais também são. Disse, disse mesmo. E ainda fala como se a gente pudesse […]

Leia mais Empoderada (cap.3)

Empoderada (cap.2)

– Uma vez, irritada, me mostrou uma foto, acho que era de São Paulo. Era de um prédio residencial todo chique, tinha até piscina na sacada, um luxo. Bem do lado, dividindo o muro tinha um favela. Me chamou para ver a imagem, parei de tirar o pó e fui ver o que era. Então […]

Leia mais Empoderada (cap.2)

Empoderada (cap.1)

– Eu, hein, dona Antônia vive no mundo da lua. Só pode. Imagina se não vou pegar o vagão rosa. Fico o dia todo faxinando, tirando o pó dos livros dela e do doutor Gustavo e preparando comida. Depois quase duas horas para voltar para casa, um trecho de metrô e o resto de ônibus. […]

Leia mais Empoderada (cap.1)