O Homem Cordial (cap.4)

– Vamos começar pelo filho do comerciante. O sujeito do carro é metido a valente, pode resistir em dar as respostas ou mentir. Depois se ele some os dois que faltam, que provavelmente foram colocados no serviço por ele, desaparecem. – Eu gostaria de estar lá. – Não é prudente. Para o senhor é uma […]

Leia mais O Homem Cordial (cap.4)

O homem cordial (cap.3)

– Antes de tudo temos que saber quem deu a letra. Um crime desses em uma cidadezinha dessa só pode ser coisa dada. Foi o que o investigador P. me disse quando voltamos a nos encontrar e na hora me veio à mente alguém. Mãos grosseiras, que mais parecem patas ou garras, olhar bovino que […]

Leia mais O homem cordial (cap.3)